A importância da visão estratégica para o mundo corporativo

4 minutos para ler

Como você enxerga a sua empresa nos próximos 5 ou 10 anos? E quais passos está tomando para conseguir alcançar os objetivos propostos? O crescimento de qualquer organização está intrinsecamente ligado com uma visão estratégica.

Mesmo que a visão estratégica já faça parte do seu negócio, é imprescindível saber as melhores práticas para torná-la mais eficiente. Pensando nisso, trouxemos alguns pontos fundamentais para auxiliar nesse processo. Entenda os movimentos:

Qual é a importância da visão estratégica para os negócios?

É importante notar que a maioria das empresas não supera o “vale da morte” (60% delas fecham após 5 anos de atividade, segundo o Sebrae). Nesses casos, 55% não tinham planos de negócios e 46% não conheciam os seus clientes. Ou seja, não tinham uma visão estratégica sobre a sua atuação.

As grandes empresas estariam, portanto, menos suscetíveis a esses efeitos? A resposta é: não. Em cenários de crise, como o gerado pela pandemia do novo coronavírus, um planejamento estratégico eficiente será o diferencial que definirá quais organizações sobreviverão e quais, apesar de anos de existência no mercado, poderão, até mesmo, fechar as portas.

A visão estratégica, realizada de forma eficiente, permite criar estruturas que garantam maior solidez, até mesmo, para lidar com situações atípicas, garantindo uma melhor saída do cenário de crise.

Quais as melhores práticas para uma visão estratégica eficiente?

Diante da importância do tema, é fundamental saber realizar as melhores práticas para adotar uma visão estratégica eficiente e impulsionar aquilo que já é adotado internamente em sua empresa. Vamos mostrar, portanto, as melhores práticas e tirar suas dúvidas sobre o tema.

Tenha processos integrados com o Supply Chain

A Cadeia de Suprimentos, em conjunto com os Processos Logísticos, é uma das questões mais estratégicas da organização, interligando os processos de diversos setores. Portanto, nada mais lógico do que a sua integração com os demais setores da organização.

Diante disso, invista em mudanças tanto no uso de ferramentas quanto na cultura interna, promovendo uma maior integração do Supply Chain Management com setores fundamentais da organização (vendas, compras, finanças, marketing, entre outros).

Atente-se para os fornecedores

A aquisição de fornecedores é uma parte importante a ser considerada no planejamento da organização, sejam eles nacionais ou internacionais. A decisão sobre a escolha de parceiros deve estar presente na documentação da visão estratégica e deve passar por questões como:

  • faça uma triagem inicial;
  • observe variação cambial e cobrança de impostos e compare com a qualidade do insumo, para determinar se o custo-benefício é compensatório;
  • tenha um histórico de opções;
  • avalie certificações;
  • observe a conjuntura da economia internacional e dos países nos quais encontram-se os seus fornecedores estrangeiros;
  • observe se os prazos de entrega são condizentes com as necessidades da empresa;
  • faça uma gestão de riscos eficiente na aquisição de insumos.

Defina um prazo de validade para o planejamento estratégico de acordo com o momento do mercado

Diante do atual cenário, há a necessidade de uma maior atenção quanto à validade do planejamento estratégico. A crise gerada pela pandemia do novo coronavírus tornou a situação econômica incerta e, portanto, será natural a necessidade de reposicionamento dos planejamentos estratégicos.

Sendo assim, se anteriormente os planos eram traçados para 1, 3, 5 anos, tente reduzir esses prazos (6 meses, no máximo 1 ano), para evitar prejuízos e conseguir garantir um retorno estratégico para cenários mais favoráveis. Isso garantirá uma maior adequação da retomada econômica, permitindo agir de forma eficiente de acordo com a evolução do mercado.

Quais as principais ferramentas para implementar uma visão estratégica?

Para potencializar os pontos anteriores, é fundamental ter ao seu lado ferramentas que auxiliem nos processos internos. São elas:

  • Enterprise Resource Planning (ERP);
  • análise 360° de oportunidade do negócio;
  • Business Model Canvas;
  • demais softwares de automação de processos internos.

Além disso, acompanhe eventos do setor, que poderão trazer insights interessantes advindos de outros gestores do mercado. Isso poderá gerar diferenciais essenciais para sua empresa.

Sem a visão estratégica, seu negócio pode encontrar dificuldades de crescimento, não superar concorrentes e demorar a concretizar objetivos importantes. Em um cenário de retração, isso pode colocar em xeque a própria longevidade da organização.

Gostou deste conteúdo e quer mais dicas como essa? Assine a nossa newsletter e receba conteúdos imperdíveis em seu e-mail

Deixe um comentário