Supply Chain e Logística: entenda o efeito positivo das novas tecnologias

7 minutos para ler

O preparo para as tecnologias que envolvem Logística e Supply chain é um desafio e tanto. Diante disso, torna-se indispensável conhecer as tendências e as mudanças no setor como forma de identificar o que realmente se encaixa com as necessidades da empresa.

O mais importante, em uma situação como essa, é seguir de acordo com o ritmo de desenvolvimento da nova realidade. A partir disso, fica mais simples avaliar internamente os pontos que geram impactos positivos no funcionamento da cadeia de suprimentos.

Quer saber mais? Vamos mostrar como as tecnologias e as tendências para o futuro são essenciais na logística e supply chain. Acompanhe:

Conheça as tecnologias de logística e supply chain

Para entendermos as vantagens das tecnologias, primeiro é importante explicar detalhes sobre cada uma delas. Algumas já estão em prática no mercado e outras são tendências que prometem aumentar a qualidade, a produtividade do trabalho e reduzir os custos ao mesmo tempo. Veja a seguir!

Omnichannel

É uma estratégia multicanal, que faz o uso interligado de vários canais de comunicação. Dentro da indústria, ela é usada, na maioria das vezes, para ofertar produtos nas empresas que tem como realidade o e-commerce em B2B. O principal ponto, aqui, é permitir a convergência no varejo do universo virtual e físico.

Como todos os canais da marca estão conectados, você pode, por exemplo, utilizar o aplicativo de compras dentro da loja física para verificar se o produto que deseja está disponível e retirá-lo imediatamente. Como resultado, os canais interligados ajudam a fornecer uma experiência exclusiva ao cliente em diferentes níveis.

RPA

Conhecida em português como automação de processos robóticos, a Robotic Process Automation (RPA) é uma tendência da supply chain. Ao utilizá-la, os gestores logísticos dentro desse universo conseguem enxergar novas soluções com a intenção de melhorar os serviços, reduzir custos e aproveitar a integração de sistemas inteligentes.

O uso do RPA em uma empresa pode acontecer com base em dados estruturados para automatizar uma tarefa ou um trabalho manual repetitivo. Na prática, o RPA imita as atividades humanas, porém, executadas por um computador. O melhor de tudo é que a tecnologia consegue se adaptar de maneira personalizada aos diferentes tipos de processos.

Blockchain

Como a cadeia de suprimentos reúne muitos processos ao mesmo tempo, o Blockchain surge como algo bastante interessante para os negócios, além do uso no Bitcoin. Em relacionamentos futuros, as tendências indicam que a tecnologia será usada como benefícios de contratos, trocas, valorização de pagamentos e rastreamento.

IoT

O diagnóstico integrado dos processos inseridos no trabalho precisa de um panorama completo. Só assim será possível encontrar melhorias de maneira estratégica. A IoT (Internet of Things) se encaixa, nesse caso, como uma forma de conectar as etapas logísticas, as máquinas e os dispositivos.

Dessa maneira, sua utilização diminuí possíveis erros e permite adotar uma forma preventiva no dia a dia. Além de atuar diretamente no estímulo da produtividade, auxilia ainda o gerenciamento de manutenção de máquinas e a satisfação geral de todos os envolvidos nos processos.

Inteligência Artificial

Quando aplicada dentro das necessidades dos gestores, a Inteligência Artificial oferece a possibilidade de reduzir custos e gerenciar estoques de maneira objetiva. Como resultado, o ponto principal do trabalho consegue se voltar completamente para garantir a experiência do cliente. Um bom exemplo disso está no uso da robótica.

Ainda que algumas pessoas pensem na questão como futurista, os robôs são usados no mercado a partir de algoritmos de deep learning e tomam decisões autônomas ligadas aos processos de armazenagem dos estoques. Para atuar no setor de logística com AI, ter dados limpos é essencial.

Dessa maneira, usar o Big Data junto a AI permite criar insights que são resultados da análise feita por algoritmos que identificam oportunidades de negócios em diferentes fontes. Outro ponto importante envolve os veículos autônomos, eles representam o próximo passo grandioso da AI na cadeia de suprimentos. Apesar dos caminhões sem motorista ainda não fazerem parte da rotina, a logística já usa a tecnologia com segurança e eficiência.

Cloud

O Cloud, sistema de armazenamento em nuvem, é de grande ajuda no momento de administrar a logística. Afinal, com essa tecnologia, se torna mais prático integrar estrategicamente os processos realizados e potencializar os resultados. O formato surgiu como uma boa substituição ao on-premise.

Embora boa parte dos serviços continuem hospedados em centros de dados tradicionais, a nuvem se estendeu a todos os processos industriais. Aqui, a modalidade SaaS cresce com velocidade e sua utilização garante a flexibilidade de pagar unicamente pelo serviço desejado.

Machine Learning

O aprendizado de máquina é um termo que se torna cada vez mais conhecido em diferentes setores. Quando se trata da cadeia de suprimentos, ele permite descobrir padrões em diferentes processos realizados. Tudo acontece com base na confiança em algoritmos que apontam o que é necessário para garantir os bons resultados com aprendizados ao longo das etapas.

O diferencial está na possibilidade de fazer isso sem a intervenção manual ou definição de taxonomia como orientação da análise. Em função disso, os algoritmos fazem as consultas conforme a modelagem de restrições com o objetivo de encontrar os fatores com o máximo de antecipação.

Drones

Os drones foram muito usados em técnicas militares no passado e hoje representam uma mudança no futuro tecnológico como uma opção de modal de transporte e outras necessidades na cadeia de suprimentos.

Além das entregas, os equipamentos podem ser usados também no monitoramento de operações, na contabilização de estoque, e no serviço Last Mile. Em 2013, a gigante da internet Amazon desenvolveu o modelo de drone MK27 com a intenção de atender sua demanda com trajetos de 30 minutos e até 24 KM de distância.

Veja os benefícios das tecnologias

Com o mercado cada vez mais concorrido e a necessidade de qualificar o time, as vantagens que envolvem o avanço da tecnologia na logística e supply chain giram em torno de encontrar falhas e otimizar as fases do trabalho.

Ao identificar o que realmente se encaixa com as necessidades da empresa, o gestor consegue reduzir custos e tomar melhores decisões com foco em qualidade e aumento do nível de serviços. Sem contar que é possível conhecer a concorrência de forma mais ampla.

Com isso, fica mais simples personalizar os serviços oferecidos por meio de tendências, otimizações e ajustes pensados na transformação tecnológica.

O mais importante é se manter sempre atualizado sobre as novidades para encontrar as soluções que se encaixem exatamente com os desafios enfrentados. Só assim será possível crescer de maneira sustentável.

Em nossa Live sobre Transformação Digital realizada em maio de 2020, os executivos da Marfrig e Via Varejo e os especialistas da End2End Analytics e 7D Analytics, convidados pela Ciclo Marketing, abordaram vários pontos aqui levantados e ressaltaram as importantes tendências tecnológicas em Supply Chain. Acesse a gravação na íntegra: https://www.youtube.com/watch?v=mjFDr_Ycu9o

Deixe um comentário