Portal Supply Chain

estratégia

Supply Chain como papel chave na estratégia – Case Heineken

No desenvolvimento da cadeia de suprimentos a máxima é que; ninguém é uma ilha. Apesar de ser um clichê geral, esse é um conceito que se aplica perfeitamente no meio logístico. Afinal, por mais que um nível se especialize em algo, sempre dependerá de componentes externos. E, para fazer que tudo trabalhe por um propósito só, a adoção da estratégia ideal resolve muita coisa.

Como melhor alternativa para a otimização da cadeia de suprimentos está a implantação do Supply Chain, por exemplo. No conceito do Supply Chain estão envolvidos elementos de mecanismo que otimizam a realização e a completude do processo logístico, desde a saída de sua origem até a sua chegada às mãos do fornecedor.

Depois de viver na pele a aplicação do Supply Chain na Heineken, a especialista no assunto, Supply Chain Planning Director, Ana Queiroz, tem muito a contribuir sobre o assunto.

E2E, S&OP e Supply Chain

Trabalhar com E2E, já é a tradução do processo de ponta a ponta. Ou, seja, trata-se de garantir que todo o processo logístico, desde a origem até o destino, funcione perfeitamente. Uma boa estratégia para garantir isso é a utilização do Supply Chain na estratégia.

Entretanto, alinhadas ao Supply Chain devem estar movimentos operacionais que tragam as ideias para o campo das ações.

Conforme a análise da nossa especialista, o cenário pandêmico trouxe um ambiente positivo para transformar o planejamento em realidade. Para isso, foi necessário colocar o Supply Chain como centro da questão e também como solução para os problemas.

O Supply Chain deve, então, ser o ponto de partida para o bom funcionamento da operação. Mais do que isso, ele também é a força motriz. Mas, a partir dele, as ações devem se reger para um mesmo propósito.

Ana ainda acredita que tudo isso é possível a partir da potencialização do S&OP. Ou seja, é necessário que estejam integradas a operação e a direção. A ideia aqui é que todos tenham o mesmo objetivo e trabalhem na sincronização e alinhamento do foco.

Supply Chain e resultados

O que mais se espera da adoção de uma nova estratégia são os resultados. Da mesma forma, quem opta por implantar o Supply Chain em suas práticas de gerenciamento, o faz a fim de otimizar o funcionamento de toda a cadeia de suprimentos.

Conforme a análise de Ana Queiroz, a implantação de todas as estratégias trouxeram um bom crescimento para a organização. Esse crescimento se deu, inclusive financeiramente. Assim, a implantação do Supply Chain, a aplicação correta de S&OP e o comprometimento podem diminuir o tempo da tomada de decisões. Trazendo, então, a filosofia da empresa para o centro de tudo.

Além disso, a mudança trouxe o mundo externo para dentro da organização. Assim, é possível compreender melhor as variações e dinâmicas do mercado, de forma a adequar a oferta. Por fim, o processo abre espaço para práticas de mercado compatíveis com a demanda, através da criação de cenários possíveis e soluções cabíveis.

Os resultados dos quais se fala aqui são a resposta de todo o engajamento em todas as esferas da cadeia de valor. Eles advém de esforços diferentes, mas sinérgicos.

Como exemplo disso, estão a participação no processo de setores como compras, marketing, estoque, vendas, jurídico, tecnologia, transportes e outras áreas. Embora se posicionem de maneira diferente na função, todos produzem com o mesmo fim.

Para a especialista da vez, as mudanças vindas desse processo são bastante claras. Especialmente no ambiente no qual ela está inserida.

Para Ana Laura, a implantação do Supply Chain em seu ambiente de envolvimento fez realmente diferença já no ano de 2020. Assim trouxe de diferença para o cenário de suprimento da Heineken?

O futuro da cadeia de suprimentos

Embora este tenha sido o cenário perfeito para o aperfeiçoamento do Supply Chain, provavelmente não é tempos pandêmicos que a estratégia estará mais estável.

Mas, apesar da movimentação ainda incerta do mundo, algumas expectativas já estão sendo criadas. A partir delas, pode se considerar ações e direcionamentos que tornem a cadeia de suprimentos cada vez mais estável, confiável, sustentável e eficiente.

Ao que parece, as perspectivas para o futuro são as melhores. Especialmente quando o assunto é o campo onde a nossa especialista está inserida. O que se espera é que o cenário se estabilize e as celebrações coletivas sejam possíveis novamente.

Então, a ideia é potencializar os recursos do Supply Chain, estabelecer novas direções, acompanhar o processo e colher os resultados. Seguindo, assim, as diretrizes e propósitos das técnicas certas, o suprimento da cadeia de valor será cada vez mais efetivo.

Na direção correta, o objetivo é previsão cada vez maior para que haja cada vez menos falta.

O assunto abordado aqui é objeto de conversa e de um case magnífico apresentado pela nossa especialista de hoje, no Simpósio de Supply Chain Ciclo Academy.

CATEGORIAS

POSTS RECENTES

NEWSLETTER

Inscreva-se em nossa Newsletter

Fique ligado em nossas novidades!